img058Nasci na cidade do Rio de Janeiro, em 1937, e logo na infância senti aflorar o gosto pela leitura, primeiramente com os livros de Monteiro Lobato, mais tarde com Machado de Assis, Jorge Amado, João Ubaldo, Tolstói, Dostoiévski, Kafka, Stefan Zweig, Eça de Queiros, Fernando Pessoa e muitos outros.

     Como Oficial da Marinha Brasileira, visitei vários países e destaco a viagem que me deu a oportunidade de conhecer quatorze países africanos ― classifico-a como enriquecedora. A vida a bordo de um navio de guerra é dura, o homem do mar convive com as tormentas e, quando a proa da embarcação mergulha da crista ao cavado de uma gigantesca onda, a sensação é de que tal mergulho só terminará com o encalhe nas profundezas oceânicas, mas, como um milagre, a proa reaparece com o empuxo e galga nova onda fazendo a água escorrer pelo convés principal e pelo costado até se misturar com o mar revolto.

As tormentas passam, os nevoeiros se dissipam, os ventos calam, as chuvas se vão, o sol brilha e o mar antes medonho, cinzento, encapelado, fica sossegado, azul e espelhado. Entretanto, não só as tormentas e calmarias acompanham o homem do mar, há uma companheira que não o deixa nos momentos de folga: a solidão do alto mar. Essa solidão produz angústia e reflexões e, acredito, tenha exacerbado a vontade, latente, de criar meus próprios escritos, inicialmente sem a intenção de dividi-los com possíveis leitores, mas com o tempo o véu que os escondia foi-se descerrando tornando-os públicos.

     Como todo aquele que cria, vivi um período ― uma década ― em que o prazer de produzir esvaiu-se, entretanto, como as tormentas que se vão, o vazio passou e a necessidade de criar, juntamente com o prazer que a acompanha, emergiu, da mesma forma que o navio emerge após o mergulho nos grandes cavados.

     O resultado desse renascimento foi a publicação na Amazon, na plataforma de eBook, o que estava esquecido no tempo. Já estão disponíveis o romance “O Fino Manto do Amor e do Poder” e o conto “Aventura em Terra”; outros virão.

     A solidão mencionada, algumas vezes está presente nos meus livros, como no romance: “O Fino Manto do Amor e do Poder”, no qual uma praia deserta era o refúgio do personagem principal nos fins de semana.

2 comentários sobre “Biografia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s